Guia: Dobrão-mática e Dobrões

Ooi? pessoal, eu sou a Van. E o tema dessa semana é Dobrão-mática e Dobrões.

Dobrão-mática:

Essa máquina fica localizada na Ilha Krawk foi lançanda no dia 27/08/2001, e você pode visitá-la caso queira trocar suas inúmeras moedas por uma de maior valor, mais abaixo você verá como ela realmente funciona. Primeiro de tudo, as únicas moedas aceitas são algumas específicas Moeda de Dobrões:

Moedas válidas:

Moedas que não são aceitas:
 
Agora para você conseguir fazer a troca basta ter moedas de dobrões válidas em mãos e trocá-las pelas quantidade exata de uma de maior valor. Exemplificando o que eu disse:
Ou seja, 1 moeda de 1 dobrão + 2 de 2 dobrões + 1 de 5 dobrões = 1 moeda de  10 dobrões.

Lembrando que você precisa ter a quantia EXATA em mãos da moeda que pretende receber, sem 1 dobrão a mais ou a menos.

Dobrões:

A única moeda comercializada em toda Ilha Krawk, o dobrão, foi lançanda em 23/08/2001 e por sua vez é a moeda de troca que permite a compra de:
 – Petpets;
 – Treinamentos para seu pet;
 – Comer no Restaurante Dobrão Dourado
 – E até na Angra do Contrabandista.

 Os Dobrões podem ser obtidos Eventos aleatórios ou como prêmio no Santuário de Coltzan e Supervisão das Âncoras. Como são artigos, os Dobrões podem ser comerciados e assim podem ser comprados Mágico Pechincheiro, Posto de Trocas e  Leilões.

Extras do Magnetismo Times:


 – Para maior esclarecimento: Dobrão é o nome de uma moeda brasileira que circulou durante o reinado de Dom João V (1707-1750), considerada a maior moeda de valor intrínseco já tendo circulado no mundo. Foi cunhado na casa da moeda em Vila Rica de Minas Gerais entre 1724 e 1727. 
Pesando cerca de 55 gramas de ouro, essa moeda carregava no cunho o valor de 20.000 réis, embora seu valor real pudesse chegar a 24.000 réis. Esta moeda foi gradualmente substituída por cédulas e veio a perder o seu valor legal com o advento do Cruzeiro. Hoje, por sua raridade, algumas destas moedas custam mais de 12.000 reais.(Créditos Infopédia).

Créditos: Van
0 Comentários
Os comentários estão fechados.
Crônicas da Copa - Tudo Sobre a Copa de Altador